Hemobrás: Convocações em fevereiro, diz gerente de Gestão de Pessoas

Gerente de Gestão de Pessoas da Hemobrás, Vera Barbosa

google_ad_client = “ca-pub-1460737351724685”;
/* m */
google_ad_slot = “2360348523”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Com
as inscrições abertas até 13 de setembro, o concurso para a Empresa
Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) promete
intensificar os trabalhos da fábrica, responsável por uma produção
inovadora e de ponta no Brasil. Essa é a expectativa da gerente de
Gestão de Pessoas da Hemobrás, Vera Barbosa, que, em entrevista
exclusiva à FOLHA DIRIGIDA Online, ressaltou o quão importante é, para o
desenvolvimento da empresa, a contratação de novo pessoal.

google_ad_client = “ca-pub-1460737351724685”;
/* m */
google_ad_slot = “2360348523”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Os 183 novos analistas de gestão corporativa, especialistas e técnicos
em produção de hemoderivados e biotecnologia, além dos assistentes
administrativos, encontrarão na Hemobrás não só uma boa remuneração, mas
também a chance de trilhar carreira em uma empresa que preza por
benefícios aos funcionários, como especialização no exterior e um
amistoso ambiente de trabalho.

Segundo a gestora, os classificados serão convocados já no começo de
2014, e ela deixa em aberto a possibilidade de serem chamados,
futuramente, mais aprovados além do que o quantitativo do concurso
prevê. Em suma, Vera assegura que a estatal alia diretamente o seu
crescimento com a preocupação e a prioridade em manter relações de
trabalho promissoras.

FOLHA DIRIGIDA – De que forma os novos profissionais ajudarão na
rotina de funcionamento da Hemobrás? Qual a importância desses cargos
para a atuação da empresa?

Vera Barbosa – A Hemobrás, por ser uma empresa nova, ainda
possui carência de profissionais. Precisamos, por exemplo, de empregados
para serem treinados com o nosso transferidor de tecnologia na França
e, nesse momento, não temos. Estes profissionais vão acelerar o processo
de construção da estatal.

Será formado cadastro? Há chance de convocação de mais aprovados além das vagas iniciais?
As vagas são para contratação e não cadastro de reserva. Há
possibilidade, até o final da validade do concurso, de chamarmos mais
candidatos classificados.

Quando os aprovados devem ser convocados para posse?
Os candidatos classificados serão chamados para contratação a partir de fevereiro.

A empresa oferece treinamento? Como?
Sim. O empregado contratado passará por integração e depois seguirá para
treinamento especifico de suas funções. As pessoas que estão chegando
por meio do concurso encontrarão na empresa um ambiente acolhedor, que
vem sendo preparado para essa nova fase. Ninguém vai chegar e ser
colocado para trabalhar às escuras. Todos terão os currículos avaliados e
passarão por uma entrevista, onde iremos identificar o perfil e avaliar
a melhor área de atuação. Além disso, haverá treinamentos específicos
de acordo com a função que será executada.

Há oportunidade para os funcionários de crescimento de cargo dentro do órgão?
Sim. Com o novo PCES é possível essa movimentação. Mas atualmente temos
vários empregados públicos ocupantes de função de confiança.

Como os candidatos devem se preparar para as provas? A partir da experiência da senhora, o que deve ser priorizado nos estudos?
A melhor forma de se preparar é estudando para as provas específicas de
cada cargo. Todo o conteúdo programático está disponível no edital
publicado no Diário Oficial da União e no site da Fundação Carlos Chagas
e da Hemobrás.

Na opinião da senhora, quais são as grandes vantagens de se
tornar um funcionário da Hemobrás? Quais benefícios a empresa oferece,
além do salário?

A Hemobrás é uma empresa de alta tecnologia, única no Brasil e que seus
profissionais têm acesso a nível elevado de informação. Nossa empresa
possui um Plano de Carreiras, Empregos e Salários (PCES) que está
aguardando aprovação do Ministério do Trabalho para entrar em vigência.
Ele propõe aumento salarial real e uma nova estratégia de gratificação
por desempenho. Todas as mudanças visam a uma melhoria da qualidade de
vida do trabalhador, que ainda recebe auxílios alimentação e creche,
reembolso parcial do plano de saúde, jornada de 40 horas semanais e a
possibilidade de participar de treinamentos e eventos no Brasil e no
exterior.

É de total interesse da Hemobrás atualizar seu corpo de trabalho,
principalmente porque nosso ramo é muito específico e inédito no país.
Por isso, está previsto em nosso plano de trabalho a promoção de
treinamentos in company (dentro da empresa), que vêm sendo ampliados
anualmente. Para 2013, estão previstos 17 cursos, quando serão
capacitados mais de 200 funcionários. O investimento ficará em torno de
R$160 mil.

Além disso, os empregados podem participar de eventos relacionados a
suas áreas em todo o território nacional e até fora do país. No caso de
viagens para o exterior, o caso é mais específico, que demanda muito
mais tempo e investimento, porém também está se tornando cada vez mais
comum em nossa rotina. Como a Hemobrás trabalha com transferência de
tecnologias vindas de fora, enviamos nossos empregados para se capacitar
nas empresas internacionais parceiras, in loco.

Em outubro de 2012, enviamos seis pessoas à França, onde permanecerão
durante um ano com todas as despesas custeadas pela empresa, para
treinamentos em unidades do Laboratório Francês de Biotecnologia (LFB),
voltados para a produção de hemoderivados. Inclusive antes de viajar
elas receberam um curso intensivo de francês. Este ano, outras três
foram para o mesmo local, porém, com duração entre dois e três meses.

Até 2014, um total de 40 empregados da Hemobrás, ligados diretamente
operação da fábrica, em Goiana-PE, terão sido beneficiados pela
iniciativa. Há previsão de que a Hemobrás encaminhe para capacitação
profissionais que estejam vinculados ao acordo com a Baxter
International para a produção de um medicamento recombinante (obtido por
meio de engenharia genética, para tratamento da hemofilia tipo A) em
unidades da multinacional no exterior.

O Governo Federal deve aprovar, ainda este ano, o Plano de
Cargos e Carreiras dos funcionários da Hemobrás. O documento já foi
aprovado pelo Conselho de Administração e agora está sendo analisado
pelos ministérios do Planejamento e da Saúde. Qual a importância desse
plano de cargos?

O PCES foi elaborado com base em pesquisas salariais. Ele torna nossos
salários e processos internos de desenvolvimento de pessoas competitivo
com o segmento.

Encontra-se em exame no Ministério do Planejamento o acordo
coletivo de trabalho que entre outros pontos propõe ajuste de 6,5% nos
salários dos empregados públicos, retroativo a junho. A senhora acredita
que isso seja aprovado? Vai valer já para os aprovados nesse concurso?

Bem, não podemos falar pelo Ministério do Planejamento, mas acredito que
será aprovado nosso ACT, que já valerá para todos os aprovados no
concurso atual.

Inscrições abertas para 183 vagas de 2º e 3º graus

O concurso é realizado para o provimento de 183 vagas, em cargos de
níveis médio, médio/técnico e superior, em Brasília e Recife, com
vencimentos de R$1.575,72 a R$4.854,44. As inscrições seguem abertas até
o dia 13 de setembro, no site da Fundação Carlos Chagas,
organizadora. Os interessados devem pagar taxa no valor R$60 para o
ensino médio e de R$80 para o superior. Os contratos serão feitos com
base no regime celetista (CLT) e a validade da seleção será de dois
anos, prorrogável por igual período.

Fonte: Folha Dirigida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*